17.7 C
Canoas
quinta-feira, maio 26, 2022

Covid-19 pode mudar planos de missão diplomática liderada por Mourão à Amazônia

Must read

O conselho de Bill Gates

Ao ser questionado por um jovem sobre o que fazer para causar um impacto positivo no mundo, o bilionário Bill Gates respondeu: “Leia um...

Bolsonaro sanciona, com vetos, prorrogação do Pronampe até fim de 2024

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou, com um veto, o projeto que altera as regras do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de...

STJ: Arma branca pode fundamentar majoração da pena-base

Colegiado determinou que, embora não configure mais causa de aumento para o crime de roubo, o emprego de arma branca poderá ser...

Governo admite pagamento de seguro-desemprego a mortos e culpa sistema

O Ministério do Trabalho e da Previdência admitiu que pode ter pagado seguro-desemprego a pessoas que já morreram. A pasta explica...

A Covid-19 pode acabar com os planos do governo de levar embaixadores europeus e sul americanos para visitar a Amazônia nesta semana. A excursão, chefiada pelo vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e composta por 10 representantes internacionais, está marcada para partir de Brasília na quarta (4) e retornar na sexta-feira (6). No cronograma estão sobrevoos à áreas degradadas, visitas a projetos apoiados pelo governo e passeios turísticos pela região de Manaus. Como a situação do coronavírus lá tem piorado, Mourão acompanha o cenário para decidir sobre um possível adiamento.

A viagem faz parte de um esforço do governo federal para esclarecer a política ambiental brasileira à comunidade internacional. O presidente Jair Bolsonaro já disse algumas vezes que há uma campanha para difamar a imagem do Brasil no exterior, e a ideia é justamente mostrar que uma grande parcela da floresta ainda permanece intacta. Na última quarta-feira, o general Hamilton Mourão, que é o presidente do Conselho da Amazônia, diz que aguardava uma resposta do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sobre se ele participaria da viagem.

Na quinta, Salles confirmou presença. Além dele, também deve representar o governo os ministros da Agricultura, das Relações Exteriores e do Gabinete de Segurança Institucional — além do chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, tenente-brigadeiro do ar Raul Botelho. A viagem foi organizada após oito países europeus enviarem uma carta a Mourão, afirmando que a alta do desmatamento poderia dificultar a importação de produtos brasileiros.

*Com informações do repórter Antônio Maldonado

- Advertisement -

More articles

Latest article

O conselho de Bill Gates

Ao ser questionado por um jovem sobre o que fazer para causar um impacto positivo no mundo, o bilionário Bill Gates respondeu: “Leia um...

Bolsonaro sanciona, com vetos, prorrogação do Pronampe até fim de 2024

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou, com um veto, o projeto que altera as regras do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de...

STJ: Arma branca pode fundamentar majoração da pena-base

Colegiado determinou que, embora não configure mais causa de aumento para o crime de roubo, o emprego de arma branca poderá ser...

Governo admite pagamento de seguro-desemprego a mortos e culpa sistema

O Ministério do Trabalho e da Previdência admitiu que pode ter pagado seguro-desemprego a pessoas que já morreram. A pasta explica...

Mulher acusa pastor durante o culto: “Tinha 16 anos quando você tirou minha virgindade”

No último domingo (22), na cidade norte-americana de Warsaw, no Estado de Indiana, o reverendo John Lowe II disse que tinha uma...