14.6 C
Canoas
sexta-feira, maio 14, 2021

Governadores elevam pressão sobre governo e Congresso por financiamento de vacina

Must read

Frederico Sanchez Resende: Pandemia trouxe grandes desafios para empresas de logística

Não somente a vida das pessoas está sendo impactada pela pandemia do novo Coronavírus. Os setores da economia, incluindo o segmento de logística e...

Hiperleds: a maior fábrica de luminárias com mais de 800 itens no catálogo Completo

Há dez anos no mercado e com mais de oitocentos itens no catálogo, a Hiperleds é uma empresa que estar presente com atendimento para...

Polícia Militar realiza a operação “Grande ABC mais Seguro” na área do CPA-M6

Foi realizada em 27 de abril de 2021 uma grande Operação Policial na cidade de Santo André, área do 10ª Batalhão Metropolitano, com o...

Victor Capixaba é o novo reforço do São Caetano

O Centroavante Victor Capixaba de 28 anos, ex jogador do VilaVelhense é o novo reforço do São Caetano-SP. A equipe paulista que recentemente contratou o...

Governadores de todo o país querem discutir com o governo federal uma estratégia de vacinação contra a Covid-19. Eles articulam um encontro para tentar rever o veto do presidente Jair Bolsonaro à CoronaVac vacina que foi negociada pelo governador de São Paulo, João Doria, com o laboratório chinês Sinovac. Eles já trabalham com a possibilidade das conversas com o Executivo não prosperarem. Por isso, pretendem também recorrer ao Congresso Nacional para que o governo seja obrigado a comprar a vacina que for aprovada pela Anvisa e estiver disponível, independentemente da origem.

O presidente já avisou que o governo não vai comprar a vacina chinesa. O Ministério da Saúde, no entanto, ainda não cancelou o protocolo de intenções que previa a compra de 46 milhões de doses. A Anvisa, na semana passada, liberou a importação dos insumos para a fabricação das doses e tem afirmado que quando o pedido de registro chegar, vai analisar independentemente da discussão política. Na semana passada o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou categoricamente que, se a vacina for liberada, o governo vai comprar. O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, mantém o veto e tem afirmado que se São Paulo faz questão, que ele pague pelas doses.

O dono do cofre do governo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, lembra que vários governadores já fizeram acordos com fabricantes. Ele ainda criticou a politização que cerca o tema e disse que a melhor alternativa para o país será apontada pela área técnica. Os governadores pretendem se reunir com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, assim que ele se recuperar da Covid-19. O presidente tem orientado seus auxiliares a não discutirem o assunto. Até por isso, os governadores têm reuniões agendadas com os presidentes da Câmara, o deputado Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin

- Advertisement -

More articles

Latest article

Frederico Sanchez Resende: Pandemia trouxe grandes desafios para empresas de logística

Não somente a vida das pessoas está sendo impactada pela pandemia do novo Coronavírus. Os setores da economia, incluindo o segmento de logística e...

Hiperleds: a maior fábrica de luminárias com mais de 800 itens no catálogo Completo

Há dez anos no mercado e com mais de oitocentos itens no catálogo, a Hiperleds é uma empresa que estar presente com atendimento para...

Polícia Militar realiza a operação “Grande ABC mais Seguro” na área do CPA-M6

Foi realizada em 27 de abril de 2021 uma grande Operação Policial na cidade de Santo André, área do 10ª Batalhão Metropolitano, com o...

Victor Capixaba é o novo reforço do São Caetano

O Centroavante Victor Capixaba de 28 anos, ex jogador do VilaVelhense é o novo reforço do São Caetano-SP. A equipe paulista que recentemente contratou o...

Danilo Cavalcante é a aposta do Betis San Isidro da Espanha

O CD Betis San Isidro contratou o brasileiro Danilo Cavalcante de 23 anos, jovem aposta que se profissionalizou aos 18 anos no América-PE, teve...