24.2 C
Canoas
sábado, março 6, 2021

Empresário é preso por ameaçar moradores em condomínio

Must read

Adultos infectados com a variante identificada em Manaus têm 10 vezes mais vírus no corpo, aponta Fiocruz

Pessoas usando roupas e equipamentos de proteção contra o coronavírus Sars-CoV-2 andam em meio a túmulos de vítimas da Covid-19 no cemitério Nossa Senhora...

Grupo Cash ajuda na regularização do CNPJ; saiba como

O Grupo Cash é referência no setor de créditos no Brasil e tem todos os métodos para aumento do Score para quem está negativo...

16 capitais têm multa para a falta de máscara; são mais de 8 mil punições aplicadas em todo o país

Uso de máscara em locais públicos é obrigatório no Brasil. Objetivo é diminuir a transmissão da Covid-19, que ocorre principalmente pelo ar. Especialista diz...

Gilberto, do BBB21, é aprovado em segundo PhD nos Estados Unidos

Doutorando em Economia, o pernambucano Gilberto Nogueira vai ter mais uma surpresa quando deixar o BBB21. O brother conquistou mais uma bolsa para PhD, na University of California, Davis. A informação...
Avatar

Marconi Valença Correia

O empresário Marconi Valença Correia, de 43 anos, foi preso por porte ilegal de arma e suspeita de homofobia depois de ameaçar o síndico do edifício de alto padrão em que vive no bairro Vila Izabel, em Curitiba.

De acordo com o síndico, que prefere não se identificar, Marconi mora no local há cerca de um ano, mas os problemas começaram apenas há algumas semanas, quando uma obra foi iniciada no condomínio e ele não gostou de precisar retirar seus veículos das vagas de estacionamento. 

 

Na ocasião, ainda conforme o relato, Marconi Valença Correia foi multado e escreveu ofensas homofóbicas contra o síndico no boleto. Na sequência, ele passou a andar armado pelo edifício e a ameaçar tanto o administrador como os funcionários do local.

“Ele pegou e desceu até a portaria com uma arma embaixo da roupa, dizendo na portaria que estava armado”, conta o síndico.

Imagens das câmeras de segurança registraram o suspeito armado andando no condomínio.

“Ele começou com agressões verbais. Primeiro ele escreveu, chamando de burro e, a partir daí, cada semana ele começava a me xingar para os funcionários, me ofendendo de todas as formas […]”, conta o síndico. Ele ainda explica que em uma ocasião, o empresário chegou a jogar o carro contra ele. 

“Ele parou com tudo o veículo na rua, deu a ré rápido porque ele já tinha passada um pouco e tentou jogar a caminhonete para onde eu estava, em cima da calçada, e eu tive que sair correndo”, disse. 

Marconi, que já responde a um processo por porte ilegal de arma de fogo em Santa Catarina, declarou à polícia que é inocente.

“Ele alega que, na verdade, ele está sendo vítima de uma denunciação caluniosa, que ele não constrangeu ninguém. Mas nas filmagens do condomínio se verifica claramente que ele está em posse de uma arma de fogo “, explica do delegado José Pinhão.

- Advertisement -

More articles

Latest article

Adultos infectados com a variante identificada em Manaus têm 10 vezes mais vírus no corpo, aponta Fiocruz

Pessoas usando roupas e equipamentos de proteção contra o coronavírus Sars-CoV-2 andam em meio a túmulos de vítimas da Covid-19 no cemitério Nossa Senhora...

Grupo Cash ajuda na regularização do CNPJ; saiba como

O Grupo Cash é referência no setor de créditos no Brasil e tem todos os métodos para aumento do Score para quem está negativo...

16 capitais têm multa para a falta de máscara; são mais de 8 mil punições aplicadas em todo o país

Uso de máscara em locais públicos é obrigatório no Brasil. Objetivo é diminuir a transmissão da Covid-19, que ocorre principalmente pelo ar. Especialista diz...

Gilberto, do BBB21, é aprovado em segundo PhD nos Estados Unidos

Doutorando em Economia, o pernambucano Gilberto Nogueira vai ter mais uma surpresa quando deixar o BBB21. O brother conquistou mais uma bolsa para PhD, na University of California, Davis. A informação...

Contar o tempo ou calorias gastas?

Foram elencadas pessoas que se alimentavam em média por 15 h por dia. Eles foram divididos em 2 grupos: um grupo que passou a...