28.5 C
Canoas
quarta-feira, março 3, 2021

Rosa Weber homologa delação de Eike Batista

Must read

Adultos infectados com a variante identificada em Manaus têm 10 vezes mais vírus no corpo, aponta Fiocruz

Pessoas usando roupas e equipamentos de proteção contra o coronavírus Sars-CoV-2 andam em meio a túmulos de vítimas da Covid-19 no cemitério Nossa Senhora...

Grupo Cash ajuda na regularização do CNPJ; saiba como

O Grupo Cash é referência no setor de créditos no Brasil e tem todos os métodos para aumento do Score para quem está negativo...

16 capitais têm multa para a falta de máscara; são mais de 8 mil punições aplicadas em todo o país

Uso de máscara em locais públicos é obrigatório no Brasil. Objetivo é diminuir a transmissão da Covid-19, que ocorre principalmente pelo ar. Especialista diz...

Gilberto, do BBB21, é aprovado em segundo PhD nos Estados Unidos

Doutorando em Economia, o pernambucano Gilberto Nogueira vai ter mais uma surpresa quando deixar o BBB21. O brother conquistou mais uma bolsa para PhD, na University of California, Davis. A informação...

O acordo de colaboração premiada do empresário Eike Batista com a Justiça foi homologado no Supremo Tribunal Federal nesta quarta (4). A validação do acordo foi feita pela ministra do STF, Rosa Weber. O acordo de delação premiada já vinha sendo costurado há meses e passou por reformas, mudanças e alterações — inclusive junto à PGR antes do acerto. A própria Jovem Pan já havia informado no mês passado que o acordo estava para sair e era apenas uma questão de tempo.

A delação premiada de Eike prevê, entre outros pontos, a possibilidade do ex-bilionário brasileiro cumprir pena no sistema carcerário e, depois, ser beneficiado pela chamada progressão de regime. Eike Batista chegou a ser preso em 2017 e 2019, alvo da Operação Lava Jato — que o acusou de manipulação do mercado de capitas e lavagem de dinheiro para alimentar e abastecer o esquema de corrupção do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho.

Eike teria repassado ao esquema US$ 16,5 milhões em troca de vantagens para empresas dele — na época, chamado Império X. O ex-bilionário brasileiro terá que pagar, pelo acordo firmado com a Justiça, uma multa de R$ 800 milhões por conta de crimes cometidos e confessados. O presidente da Abradim, Aurélio Valporto, quer que parte dessa indenização seja utilizada para indenizar investidores que foram lesados por Eike no mercado financeiro. Inicialmente, os recursos da indenização de Eike serão destinados ao combate da Covid-19 no país e a preservação do meio ambiente. A Abradim move, pelo menos, três ações criminais contra Eike Batista na Justiça.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga

- Advertisement -

More articles

Latest article

Adultos infectados com a variante identificada em Manaus têm 10 vezes mais vírus no corpo, aponta Fiocruz

Pessoas usando roupas e equipamentos de proteção contra o coronavírus Sars-CoV-2 andam em meio a túmulos de vítimas da Covid-19 no cemitério Nossa Senhora...

Grupo Cash ajuda na regularização do CNPJ; saiba como

O Grupo Cash é referência no setor de créditos no Brasil e tem todos os métodos para aumento do Score para quem está negativo...

16 capitais têm multa para a falta de máscara; são mais de 8 mil punições aplicadas em todo o país

Uso de máscara em locais públicos é obrigatório no Brasil. Objetivo é diminuir a transmissão da Covid-19, que ocorre principalmente pelo ar. Especialista diz...

Gilberto, do BBB21, é aprovado em segundo PhD nos Estados Unidos

Doutorando em Economia, o pernambucano Gilberto Nogueira vai ter mais uma surpresa quando deixar o BBB21. O brother conquistou mais uma bolsa para PhD, na University of California, Davis. A informação...

Contar o tempo ou calorias gastas?

Foram elencadas pessoas que se alimentavam em média por 15 h por dia. Eles foram divididos em 2 grupos: um grupo que passou a...