23.6 C
Canoas
quarta-feira, março 22, 2023

Milton Ribeiro e pastores passam por audiência de custódia nesta 5ª

Must read

Gabriela Duarte não renova contrato com a Globo após 34 anos

Gabriela Duarte, filha da atriz Regina Duarte, resolveu não renovar o contrato com a Globo após 34 anos trabalhando na emissora. Patrícia Kogut, do...

Escritório Ferreira Contábil chega aos 5 anos de existência com excelência profissional

O escritório Ferreira Contábil, constituído desde 2018, atualmente localizado na Alameda Joaquim Eugenio de lima, dentro do coração financeiro de são Paulo, chega aos...

Presidente da Fundação Fonte Cultural conhece Centro Cultural Lia de Itamaracá

O Presidente da FundaCult, Robson Ouro Preto, se reuniu na Ilha de Itamaracá com um dos maiores nomes da cultura de Pernambuco, Lia de...

Desvende o segredo por trás do token GoldX: a solução financeira estável e segura que pode mudar a forma como você lida com seus...

O token GoldX é uma criptomoeda única e inovadora que oferece diversas funcionalidades e soluções para o dia a dia dos investidores e usuários....

Os presos durante a Operação Acesso Pago, da Polícia Federal, passarão por audiência de custódia nesta quinta-feira (23/6). O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, de São Paulo, e o pastor Arilton Moura, do Pará, vão falar virtualmente. Já o pastor Gilmar Santos participará presencialmente, na 15ª Vara da Justiça Federal, em Brasília.

Mais duas pessoas foram detidas durante a ação: o ex-assessor do MEC e advogado Luciano de Freitas Musse e o ex-assessor da Prefeitura de Goiânia Hélder Diego Bartolomeu.

Eles foram presos preventivamente pela Polícia Federal nessa quarta-feira (22/6). De acordo com informações da Justiça Federal, as audiências estão previstas para as 14h desta quinta.

O juiz Renato Borelli, da 15ª Vara Federal de Brasília, havia negado o pedido da defesa do ex-ministro para que ele permanecesse preso em Santos e participasse da audiência de forma on-line. A PF, porém, teria argumentado não conseguir prover a logística necessária ao deslocamento para Brasília até as 14h, por isso Milton Ribeiro participará da audiência por videoconferência.

No mandado de prisão, ao qual a coluna Igor Gadelha teve acesso, Borelli cita os crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência para justificar a prisão do ex-ministro.

Os crimes estão relacionados a um suposto esquema de corrupção envolvendo pastores evangélicos e distribuição de verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ligado ao MEC, durante a gestão do ex-ministro do governo Bolsonaro à frente da pasta.

- Advertisement -

More articles

Latest article

Gabriela Duarte não renova contrato com a Globo após 34 anos

Gabriela Duarte, filha da atriz Regina Duarte, resolveu não renovar o contrato com a Globo após 34 anos trabalhando na emissora. Patrícia Kogut, do...

Escritório Ferreira Contábil chega aos 5 anos de existência com excelência profissional

O escritório Ferreira Contábil, constituído desde 2018, atualmente localizado na Alameda Joaquim Eugenio de lima, dentro do coração financeiro de são Paulo, chega aos...

Presidente da Fundação Fonte Cultural conhece Centro Cultural Lia de Itamaracá

O Presidente da FundaCult, Robson Ouro Preto, se reuniu na Ilha de Itamaracá com um dos maiores nomes da cultura de Pernambuco, Lia de...

Desvende o segredo por trás do token GoldX: a solução financeira estável e segura que pode mudar a forma como você lida com seus...

O token GoldX é uma criptomoeda única e inovadora que oferece diversas funcionalidades e soluções para o dia a dia dos investidores e usuários....

Primo de Becky G, que estava desaparecido no Rio de Janeiro, é encontrado sem vida

Gabriel Martinez, primo da cantora Becky G, foi encontrado sem vida na última quinta-feira (2) após mais de 5 dias desaparecido no Rio de...