17.9 C
Canoas
quinta-feira, agosto 18, 2022

Loja é acusada de racismo após colocar produtos em lacre de segurança

Must read

GNT cancelou série

A série Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, baseada no best-seller de mesmo título de Gustavo Cerbasi, que tinha no elenco entre tantos Kéfera, João Vicente de...

Namorada de Seu Jorge anuncia gravidez do primeiro filho do casal

Karina Barbieri, namorada de Seu Jorge, anunciou que está grávida. No último domingo (14), a empreendedora compartilhou uma sequência de fotos celebrando o dia...

Empresa argentina low cost (preços baixos) pode operar em todo o Brasil

A Flybondi, companhia argentina de low cost, tem planos de operar voos domésticos no Brasil. A empresa já atua no país, mas apenas em...

Armando Babaioff se irrita com fake news sobre acidente

O ator Armando Babaioff, 41, fez uma dura crítica em seu Instagram sobre uma notícia que relatava que ele teria sofrido um grave acidente....

A mãe de três filhos, Natalie Westgate, ao fazer compras em uma loja com sua filha em Osterley, oeste de Londres, na Inglaterra, reparou na diferença de armazenamento dos produtos nas prateleiras. Apesar dos produtos possuírem o mesmo preço, eram expostos de maneira totalmente opostas. O hidratante para pessoas de pele escura era mantido em caixas de segurança, enquanto o para pele clara estavam exibidos de maneira ‘normal’.

Essa diferença causou a revolta de Nathalia, que disse: “ Isso é absolutamente desagradável, para não falar racista”, disse a mãe para o jornal britânico, The Sun.

“Eu entendo que vocês têm caixas de segurança para os produtos, mas acham que é ‘ok’ elas estarem apenas nos produtos para pessoas de pele escura e não em todos os da seção?”. “Por favor, consulte a rede de raça e etnia e Black Voices Advisory Group (Grupo de Vozes Negras, tradução livre) e veja o que eles pensam sobre a segurança apenas para pessoas negras, e então volte para mim”, completou.

A loja pediu para Nathalia entrar em contato com eles por mensagem direta no Twitter para resolver suas preocupações e disse que nunca foi a intenção da loja ofender ninguém na política de proteção. “Nossas lojas às vezes usam essas caixas de proteção em itens que foram roubados recentemente e muda de loja para loja”, informoi.

“Gostaríamos de garantir que as etapas que tomamos em nossas lojas para encaixotar ou etiquetar determinados itens são apenas para prevenção de perdas e nossos colegas ficarão felizes em ajudar os clientes que desejam comprar esses produtos”, justificou o estabelecimento.

O caso gerou repercussão nas redes sociais e poderá levar ao boicote de alguns clientes da loja.

- Advertisement -

More articles

Latest article

GNT cancelou série

A série Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, baseada no best-seller de mesmo título de Gustavo Cerbasi, que tinha no elenco entre tantos Kéfera, João Vicente de...

Namorada de Seu Jorge anuncia gravidez do primeiro filho do casal

Karina Barbieri, namorada de Seu Jorge, anunciou que está grávida. No último domingo (14), a empreendedora compartilhou uma sequência de fotos celebrando o dia...

Empresa argentina low cost (preços baixos) pode operar em todo o Brasil

A Flybondi, companhia argentina de low cost, tem planos de operar voos domésticos no Brasil. A empresa já atua no país, mas apenas em...

Armando Babaioff se irrita com fake news sobre acidente

O ator Armando Babaioff, 41, fez uma dura crítica em seu Instagram sobre uma notícia que relatava que ele teria sofrido um grave acidente....

Ex-marido de Britney Spears é condenado a dois meses de prisão após perseguição

Após ter invadido o casamento de Britney Spears e Sam Asghari, em junho, Jason Alexander, segundo ex-marido da cantora, foi condenado na última semana...