20.9 C
Canoas
quarta-feira, novembro 30, 2022

Com cinco meses de salários atrasados, Alan Kardec rescinde com o Shenzhen FC e deixa a China

Must read

Elirio Dambros fala sobre prós e contras do uso de fraldas descartáveis

Que as fraldas descartáveis vieram para facilitar a vida dos pais, disso ninguém tem dúvida. No entanto, ainda se investiga os impactos causados pelo seu uso na saúde...

Olhar empático: executivo do mercado cripto investe pesado em incentivo ao esporte no país

Clélio Cabral é gerente da gestora de criptoativos Braiscompany e segue os passos do CEO da empresa, Antonio Neto Ais que também é destaque...

Reclusa após abandonar a TV, Ana Paula Arósio ressurge com novo visual

Atriz decidiu deixar a carreira há cerca de 12 anos, quando desistiu de protagonizar uma novela da TV Globo em horário nobre Longe dos holofotes...

Gleisi defende PEC da Transição para 4 anos: “Não pode ser no soluço”

O PT quer que a PEC da Transição estipule o prazo de quatro anos para o Bolsa Família ficar fora da regra do teto...


Após seis anos no futebol chinês, Alan Kardec rescindiu seu contrato com o Shenznen FC por justa causa e está livre no mercado. O atacante ficou sem receber o salário nos últimos cinco meses e foi possibilitado de romper o vínculo.

A princípio, o jogador pode assinar com outro clube, mas só poderia entrar em campo a partir de julho, na próxima janela de transferências. Kardec entrará com uma ação na Fifa por conta do descumprimento dos compromissos financeiros do clube chinês.

– Infelizmente, minha trajetória aqui está se encerrando da forma que eu não queria, mas, como profissional, me senti desrespeitado e sem outra opção a não ser buscar essa rescisão contratual. Mas a minha história está marcada na China, com gols, números e recordes importantes. Agora é seguir a vida e esperar pelo próximo desafio na minha carreira. Espero que possa já estar em campo o mais rápido o possível – disse o centroavante.

O Chongqing Lifan – hoje Dangdai – foi o primeiro clube de Kardec em território chinês, onde ficou de julho de 2016 a abril de 2021. Pela equipe, foram 108 partidas e 57 gols, se tornando o maior artilheiro da história do clube. Na sequência, o brasileiro acertou com o Shenzhen FC, entrando em campo 19 vezes e balançando as redes por 12.

– Quando chegou a proposta para jogar no futebol chinês, lá em 2016, não sabia o que esperar do país. Foram anos importantes para mim, onde o povo chinês, as torcidas, receberam tanto a mim quanto à minha família muito bem. Conhecemos uma nova cultura, novos hábitos, e foi uma experiência que ficará marcada – concluiu o jogador.

- Advertisement -

More articles

Latest article

Elirio Dambros fala sobre prós e contras do uso de fraldas descartáveis

Que as fraldas descartáveis vieram para facilitar a vida dos pais, disso ninguém tem dúvida. No entanto, ainda se investiga os impactos causados pelo seu uso na saúde...

Olhar empático: executivo do mercado cripto investe pesado em incentivo ao esporte no país

Clélio Cabral é gerente da gestora de criptoativos Braiscompany e segue os passos do CEO da empresa, Antonio Neto Ais que também é destaque...

Reclusa após abandonar a TV, Ana Paula Arósio ressurge com novo visual

Atriz decidiu deixar a carreira há cerca de 12 anos, quando desistiu de protagonizar uma novela da TV Globo em horário nobre Longe dos holofotes...

Gleisi defende PEC da Transição para 4 anos: “Não pode ser no soluço”

O PT quer que a PEC da Transição estipule o prazo de quatro anos para o Bolsa Família ficar fora da regra do teto...

Pastor é preso após mentir que sócio era estuprador e encomendar a morte dele

Um pastor e policial militar aposentado, identificado como Josselice, líder de uma igreja de Goiânia (GO), foi preso nesta segunda-feira (21/11), suspeito de encomendar a morte...