17.2 C
Canoas
quinta-feira, maio 26, 2022

Bolsonaro prorroga atuação das Forças Armadas na Amazônia Legal

Must read

ANS autoriza reajuste máximo de 15,5% em planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autorizou um reajuste de até 15,5% para os planos de saúde individuais e familiares regulamentados. O anuncio...

STJ: Atentado de menor contra os pais é causa de exclusão da herança

Ao rejeitar o recurso especial de um homem que matou os pais quando tinha 17 anos de idade, a 3ª turma do STJ confirmou...

O conselho de Bill Gates

Ao ser questionado por um jovem sobre o que fazer para causar um impacto positivo no mundo, o bilionário Bill Gates respondeu: “Leia um...

Bolsonaro sanciona, com vetos, prorrogação do Pronampe até fim de 2024

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou, com um veto, o projeto que altera as regras do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de...

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou um decreto que prorroga a atuação das Forças Armadas na defesa da Amazônia Legal até o dia 30 de abril de 2021. A ampliação do tempo de permanência dos militares na região foi anunciada nesta quarta-feira, 4, pela Secretaria-Geral da Presidência da República. A pasta informou ainda que o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) será publicado no Diário Oficial da União (DOU) na próxima quinta-feira, 5. Os militares estão na região desde maio de 2020, atuando em ações repressivas e preventivas contra crimes ambientais. Originalmente, a GLO que permitia a atuação das Forças Armadas na Amazônia Legal terminava em julho, mas foi prorrogado para novembro e, agora, é estendido novamente até o primeiro semestre de 2021.

A ação é fruto de uma organização conjunta entre o Ministério da Defesa, do Meio Ambiente, da Justiça e Segurança Pública e do Gabinete de Segurança Institucional. Na semana passada, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou que existia a intenção de prorrogar a GLO. Na ocasião, Mourão afirmou que uma eventual prorrogação deveria se estender até abril, quando, na visão das Forças Armadas, os órgãos fiscalizadores especializados assumiriam as ações na região.

*Com informações do Estadão Conteúdo

- Advertisement -

More articles

Latest article

ANS autoriza reajuste máximo de 15,5% em planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autorizou um reajuste de até 15,5% para os planos de saúde individuais e familiares regulamentados. O anuncio...

STJ: Atentado de menor contra os pais é causa de exclusão da herança

Ao rejeitar o recurso especial de um homem que matou os pais quando tinha 17 anos de idade, a 3ª turma do STJ confirmou...

O conselho de Bill Gates

Ao ser questionado por um jovem sobre o que fazer para causar um impacto positivo no mundo, o bilionário Bill Gates respondeu: “Leia um...

Bolsonaro sanciona, com vetos, prorrogação do Pronampe até fim de 2024

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou, com um veto, o projeto que altera as regras do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de...

STJ: Arma branca pode fundamentar majoração da pena-base

Colegiado determinou que, embora não configure mais causa de aumento para o crime de roubo, o emprego de arma branca poderá ser...