27.3 C
Canoas
sexta-feira, fevereiro 26, 2021

Após três meses, Rio Grande do Sul volta a ter bandeira amarela

Must read

16 capitais têm multa para a falta de máscara; são mais de 8 mil punições aplicadas em todo o país

Uso de máscara em locais públicos é obrigatório no Brasil. Objetivo é diminuir a transmissão da Covid-19, que ocorre principalmente pelo ar. Especialista diz...

Gilberto, do BBB21, é aprovado em segundo PhD nos Estados Unidos

Doutorando em Economia, o pernambucano Gilberto Nogueira vai ter mais uma surpresa quando deixar o BBB21. O brother conquistou mais uma bolsa para PhD, na University of California, Davis. A informação...

Contar o tempo ou calorias gastas?

Foram elencadas pessoas que se alimentavam em média por 15 h por dia. Eles foram divididos em 2 grupos: um grupo que passou a...

Como reduzir gordura abdominal?

Uma pesquisa realizada pela escola de saúde pública da Universidade de Harvard resolveu estudar esses dois tipos de exercício com foco na composição corporal,...

A partir de terça, três regiões poderão adotar as restrições menos brandas previstas no sistema de Distanciamento Controlado

As regiões Covid de Bagé, Palmeira das Missões e Pelotas (foto) poderão adotar os protocolos de bandeira amarela até a próxima segunda

Depois de três meses com rígidas restrições à circulação de pessoas, o modelo do Distanciamento Controlado volta a permitir as medidas mais brandas previstas no sistema de bandeiras criado pelo governo do Estado para reduzir o risco à vida em equilíbrio com as atividades econômicas durante a pandemia de coronavírus. O mapa definitivo foi divulgado nesta segunda-feira (12).

A partir desta terça-feira (13) até a próxima segunda (19), as regiões Covid de Bagé, Palmeira das Missões e Pelotas, as únicas a apresentarem risco epidemiológico baixo, poderão adotar os protocolos de bandeira amarela. A última bandeira amarela no mapa do Distanciamento Controlado havia sido na oitava rodada, entre 30 de junho e 6 de julho. Agora, na 23ª semana do modelo, o Estado apresenta, além das três bandeiras amarelas, as outras 18 com laranja (risco epidemiológico médio).

O único pedido de reconsideração encaminhado nesta rodada, do município de Três Arroios, que integra a região de Erechim, para passar de bandeira laranja para amarela foi indeferido, porque o modelo de Distanciamento Controlado não prevê a possibilidade de recursos buscando que uma cidade, isoladamente, alcance uma bandeira de menor risco epidemiológico à classificação atribuída pelo mapa. Entre os indicadores do modelo está a capacidade de atendimento de saúde tanto da região Covid como da macrorregião.

Erechim está com bandeira laranja, mas integra as 18 regiões que estão no sistema de cogestão e já adotam protocolos alternativos e menos restritivos às bandeiras definidas pelo Estado. Apenas Uruguaiana, Bagé e Guaíba ainda não aderiram à cogestão. As regiões em cogestão classificadas em bandeira laranja podem adotar regras de bandeira amarela, desde que enviem os seus protocolos ao governo e obtenham aprovação. No entanto, a cogestão não altera as cores do mapa definitivo.

Em todo o Estado, se verificou uma estabilidade ou melhora na maioria dos indicadores monitorados pelo Distanciamento Controlado, como registros de novas hospitalizações (-29%) e óbitos (-7%). Houve estabilidade no número de internados por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) ou por Covid-19 em UTIs e um leve aumento nos internados com Covid-19 em leito clínico.

Mesmo contabilizando pacientes internados por outras causas, os números apontam leve queda na quantidade de UTIs ocupadas. A manutenção do total de leitos de UTI se traduziu em leve aumento na razão de leitos livres para cada ocupado por Covid-19. A melhora de indicadores tem sido verificada nas últimas três rodadas. Na 21ª, todas as 21 regiões foram classificadas em laranja, e na 22ª, somente a região Covid de Santa Maria ficou em bandeira vermelha. A 23ª rodada, por sua vez, traz três regiões em bandeira amarela e 18 em bandeira laranja. Dos 497 municípios gaúchos, 284 não apresentaram registro de hospitalizações e óbitos por Covid-19 nos últimos 14 dias.

Regra 0-0
Como não há regiões em bandeira vermelha, não será necessário, mais uma vez, aplicar a Regra 0-0, que permite com que municípios pertencentes a regiões classificadas em risco alto e que não tenham registro de óbito ou de hospitalização de moradores nos últimos 14 dias possam adotar regras da bandeira laranja.

Dos 417 municípios (9.912.608 habitantes, 87,5% do total) em bandeira laranja, 80 deles (10,3%, 1.165.152 habitantes) não apresentaram hospitalizações e óbitos nos últimos 14 dias. Entre os 80 municípios (1.416.997 habitantes, 12,5%) em bandeira amarela, 54 (358.009 habitantes, 3,2%) não apresentaram hospitalizações e óbitos por Covid-19 nos últimos 14 dias.

Principais indicadores da 23ª rodada
– número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid-19 reduziu 29% entre as duas últimas semanas (de 840 para 598);
– número de internados em UTI por SRAG aumentou 1% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (de 751 para 760);
– número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 2% entre as duas últimas quintas-feiras (de 659 para 674);
– número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS reduziu 3% entre as duas últimas quintas-feiras (de 597 para 580);
– número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS aumentou 4% entre as duas últimas quintas-feiras (de 659 para 687);
– número de casos ativos aumentou 11% entre as duas últimas semanas (de 9.240 para 10.302);
– número de óbitos por Covid-19 reduziu 7% entre as duas últimas quintas-feiras (de 272 para 254).

- Advertisement -

More articles

Latest article

16 capitais têm multa para a falta de máscara; são mais de 8 mil punições aplicadas em todo o país

Uso de máscara em locais públicos é obrigatório no Brasil. Objetivo é diminuir a transmissão da Covid-19, que ocorre principalmente pelo ar. Especialista diz...

Gilberto, do BBB21, é aprovado em segundo PhD nos Estados Unidos

Doutorando em Economia, o pernambucano Gilberto Nogueira vai ter mais uma surpresa quando deixar o BBB21. O brother conquistou mais uma bolsa para PhD, na University of California, Davis. A informação...

Contar o tempo ou calorias gastas?

Foram elencadas pessoas que se alimentavam em média por 15 h por dia. Eles foram divididos em 2 grupos: um grupo que passou a...

Como reduzir gordura abdominal?

Uma pesquisa realizada pela escola de saúde pública da Universidade de Harvard resolveu estudar esses dois tipos de exercício com foco na composição corporal,...

Você sabe seu somatotipo?

Você já ouviu falar em somatotipo? O somatotipo é uma técnica de classificação corporal que dividiu a propôs a divisão em três quesitos: 1.magreza2.musculatura3.adiposidade Esse padrão...