24.2 C
Canoas
quarta-feira, março 3, 2021

95% dos brasileiros acreditam ser possível aliar desenvolvimento e conservação na Amazônia, diz CNI

Must read

Adultos infectados com a variante identificada em Manaus têm 10 vezes mais vírus no corpo, aponta Fiocruz

Pessoas usando roupas e equipamentos de proteção contra o coronavírus Sars-CoV-2 andam em meio a túmulos de vítimas da Covid-19 no cemitério Nossa Senhora...

Grupo Cash ajuda na regularização do CNPJ; saiba como

O Grupo Cash é referência no setor de créditos no Brasil e tem todos os métodos para aumento do Score para quem está negativo...

16 capitais têm multa para a falta de máscara; são mais de 8 mil punições aplicadas em todo o país

Uso de máscara em locais públicos é obrigatório no Brasil. Objetivo é diminuir a transmissão da Covid-19, que ocorre principalmente pelo ar. Especialista diz...

Gilberto, do BBB21, é aprovado em segundo PhD nos Estados Unidos

Doutorando em Economia, o pernambucano Gilberto Nogueira vai ter mais uma surpresa quando deixar o BBB21. O brother conquistou mais uma bolsa para PhD, na University of California, Davis. A informação...

Uma pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Instituto FSB Pesquisa mostra que 95% dos brasileiros acreditam que é possível aliar desenvolvimento econômico e conservação ambiental na Amazônia. De acordo com o levantamento, 98% dos entrevistados se dizem preocupados com o meio ambiente. Ao todo, oito em cada dez brasileiros acreditam que o país é capaz de explorar a floresta de forma inteligente, preservando os recursos naturais. Para 93% dos entrevistados, preservar a Amazônia é fundamental para a economia brasileira. Na opinião do presidente do Conselho de Meio Ambiente e Sustentabilidade da CNI, Marcelo Thomé, é a atividade econômica que vai garantir que não haja crimes ambientais. “Na medida em que se dá uma destinação econômica a um território, a uma floresta, unidade de conservação ou a uma região é possível, por meio de uma operação estruturada com tecnologia, com ações de mitigação aos impactos causados pela atividade econômica preservar e conservar o entorno do empreendimento.”

O presidente do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental, Carlos Bocuhy, ressalta que não é possível falar em desenvolvimento econômico na Amazônia sem mencionar a recuperação ambiental. Segundo Bocuhy o brasil já atingiu um nível de 17% de devastação da Aazônia, sendo que o limite é de 25%. Se esse índice for alcançado, a Amazônia pode sofrer uma desertização, o que diminuiria as chuvas e provocaria seca em todo o continente sul-americano. “40% de toda água que abastece a América do Sul provem da umidade que transpassa pela Amazônia. Uma vez que você retira a floresta você vai provocando mais secura dentro do continente como acontece no Pantanal hoje”, afirma. A pesquisa da CNI ouviu, por telefone, duas mil pessoas nos 26 estados e no Distrito Federal. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

*Com informações da repórter Nicole Fusco

- Advertisement -

More articles

Latest article

Adultos infectados com a variante identificada em Manaus têm 10 vezes mais vírus no corpo, aponta Fiocruz

Pessoas usando roupas e equipamentos de proteção contra o coronavírus Sars-CoV-2 andam em meio a túmulos de vítimas da Covid-19 no cemitério Nossa Senhora...

Grupo Cash ajuda na regularização do CNPJ; saiba como

O Grupo Cash é referência no setor de créditos no Brasil e tem todos os métodos para aumento do Score para quem está negativo...

16 capitais têm multa para a falta de máscara; são mais de 8 mil punições aplicadas em todo o país

Uso de máscara em locais públicos é obrigatório no Brasil. Objetivo é diminuir a transmissão da Covid-19, que ocorre principalmente pelo ar. Especialista diz...

Gilberto, do BBB21, é aprovado em segundo PhD nos Estados Unidos

Doutorando em Economia, o pernambucano Gilberto Nogueira vai ter mais uma surpresa quando deixar o BBB21. O brother conquistou mais uma bolsa para PhD, na University of California, Davis. A informação...

Contar o tempo ou calorias gastas?

Foram elencadas pessoas que se alimentavam em média por 15 h por dia. Eles foram divididos em 2 grupos: um grupo que passou a...