20.1 C
Canoas
quarta-feira, maio 25, 2022

Saúde anuncia plano de R$ 1,5 bi para ampliar unidades de vigilância

Must read

STJ: Arma branca pode fundamentar majoração da pena-base

Colegiado determinou que, embora não configure mais causa de aumento para o crime de roubo, o emprego de arma branca poderá ser...

Governo admite pagamento de seguro-desemprego a mortos e culpa sistema

O Ministério do Trabalho e da Previdência admitiu que pode ter pagado seguro-desemprego a pessoas que já morreram. A pasta explica...

Mulher acusa pastor durante o culto: “Tinha 16 anos quando você tirou minha virgindade”

No último domingo (22), na cidade norte-americana de Warsaw, no Estado de Indiana, o reverendo John Lowe II disse que tinha uma...

Prefeitura de Canoas elimina 245 criadouros de Aedes aegypti em abril

A equipe de vigilância sanitária de Canoas segue combatendo o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Apenas no mês de abril, foram...

O Ministério da Saúde anunciou na quinta-feira (29) um plano de fortalecimento da vigilância epidemiologia em meio a pandemia, A ideia é gastar cerca de R$ 1,5 bilhões para preparar a rede de saúde para atuar em situações de emergência no futuro. Segundo o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, esse vai ser o maior investimento da história no setor. Como a Covid-19 ainda é uma doença nova, a recomendação permanece: procurar atendimento médico logo nos primeiros sintomas. “Ao procurar o seu medico, ele vai fazer uma conduta precoce. Depois disso, ele pode mitigar muito a progressão da doença”, explicou.

O Brasil é hoje o terceiro país no mundo com mais casos da doença, atrás apenas dos EUA e da Índia. Segundo o governo, no entanto, fica em 20º lugar quando se trata da incidência na população. O Ministério notificou que há uma redução de cerca de 20% nas mortes nos últimos 15 dias, mas ou números ainda preocupam. O país tem hoje 5.494.376 casos confirmados, sendo 26 mil notificados nas últimas 24 horas. Já foram 158.969 vítimas fatais, sendo 513 notificações de óbitos no último dia. O secretário Arnaldo Medeiros não descarta que a situação pode mudar e a possiblidade do Brasil enfrentar uma segunda onda.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin

- Advertisement -

More articles

Latest article

STJ: Arma branca pode fundamentar majoração da pena-base

Colegiado determinou que, embora não configure mais causa de aumento para o crime de roubo, o emprego de arma branca poderá ser...

Governo admite pagamento de seguro-desemprego a mortos e culpa sistema

O Ministério do Trabalho e da Previdência admitiu que pode ter pagado seguro-desemprego a pessoas que já morreram. A pasta explica...

Mulher acusa pastor durante o culto: “Tinha 16 anos quando você tirou minha virgindade”

No último domingo (22), na cidade norte-americana de Warsaw, no Estado de Indiana, o reverendo John Lowe II disse que tinha uma...

Prefeitura de Canoas elimina 245 criadouros de Aedes aegypti em abril

A equipe de vigilância sanitária de Canoas segue combatendo o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Apenas no mês de abril, foram...

Influencer Jesse Koz e seu cachorro morrem em acidente de carro nos EUA

O influencer Jesse Kozechen, o Jesse Koz, conhecido nas redes sociais por viajar o mundo com seu cachorro, Shurastey, em um Fusca 1978, morreu na última...