20.1 C
Canoas
quarta-feira, maio 25, 2022

Manifestantes anti-Doria protestam contra a vacina obrigatória

Must read

STJ: Arma branca pode fundamentar majoração da pena-base

Colegiado determinou que, embora não configure mais causa de aumento para o crime de roubo, o emprego de arma branca poderá ser...

Governo admite pagamento de seguro-desemprego a mortos e culpa sistema

O Ministério do Trabalho e da Previdência admitiu que pode ter pagado seguro-desemprego a pessoas que já morreram. A pasta explica...

Mulher acusa pastor durante o culto: “Tinha 16 anos quando você tirou minha virgindade”

No último domingo (22), na cidade norte-americana de Warsaw, no Estado de Indiana, o reverendo John Lowe II disse que tinha uma...

Prefeitura de Canoas elimina 245 criadouros de Aedes aegypti em abril

A equipe de vigilância sanitária de Canoas segue combatendo o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Apenas no mês de abril, foram...

Desde março a prefeitura de São Paulo não autoriza o fechamento da Avenida Paulista para evitar aglomerações, em razão da pandemia do coronavírus. Neste domingo, 1, motoristas foram surpreendidos com o bloqueio total da via e houve congestionamento pelos desvios forçados, pelo fechamento total, nos dois sentidos, entre o Masp e a alameda Campinas. A manifestação foi convocada pelas redes sociais contra a vacinaçãoobrigatória quando houver a vacina contra o coronavírus. O governador João Doria (PSDB) foi o alvo principal dos manifestantes, nitidamente alinhados com presidente Jair Bolsonaro.

A vacina ainda não existe, mas a discussão em torno da obrigatoriedade é como se ela já estivesse disponível na geladeira para aplicação hoje. Mas pela quantidade de pessoas sem máscara na Avenida Paulista parece que a pandemia acabou. O ato também serviu para candidatos a vereador darem o seu recado a duas semanas da eleição. Doria também foi criticado pelo isolamento social e os impactos econômicos do coronavírus. São Paulo ultrapassou no domingo a marca de 1 milhão de pessoas recuperadas da doença, 90% do total de infectados. O estado tem mais de 39.300 mortes pela doença. Um ato nesta terça-feira, 2, vai homenagear as vítimas no centro da capital. Ao meio-dia, haverá um minuto de sirenes com ambulâncias no Largo do Arouche. Monumentos da capital também receberão uma faixa preta em luto pelas vidas perdidas.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos

- Advertisement -

More articles

Latest article

STJ: Arma branca pode fundamentar majoração da pena-base

Colegiado determinou que, embora não configure mais causa de aumento para o crime de roubo, o emprego de arma branca poderá ser...

Governo admite pagamento de seguro-desemprego a mortos e culpa sistema

O Ministério do Trabalho e da Previdência admitiu que pode ter pagado seguro-desemprego a pessoas que já morreram. A pasta explica...

Mulher acusa pastor durante o culto: “Tinha 16 anos quando você tirou minha virgindade”

No último domingo (22), na cidade norte-americana de Warsaw, no Estado de Indiana, o reverendo John Lowe II disse que tinha uma...

Prefeitura de Canoas elimina 245 criadouros de Aedes aegypti em abril

A equipe de vigilância sanitária de Canoas segue combatendo o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Apenas no mês de abril, foram...

Influencer Jesse Koz e seu cachorro morrem em acidente de carro nos EUA

O influencer Jesse Kozechen, o Jesse Koz, conhecido nas redes sociais por viajar o mundo com seu cachorro, Shurastey, em um Fusca 1978, morreu na última...